Muitas vezes associada à lipoaspiração, pode também ser realizada somente com o objetivo de aumentar o volume em uma região para dar mais equilíbrio e proporcionalidade ao corpo ou realçar uma determinada área.

Outras indicações são recomposição das formas perdidas por atrofia da gordura corporal decorrente da idade ou emagrecimento, principalmente na face, tendo por objetivo atenuar sulcos, rugas e/ou depressões ou ainda modificar o contorno labial, facial e corporal.

Irregularidades de lipoescultura prévia e de outras cirurgias ou trauma que necessitam correção com preenchimento de depressões com o objetivo de melhorar nivelamento da superfície.

Tem crescido muito a aplicação dos enxertos de gordura nas reconstruções da mama e também em outras cirurgias reparadoras.

 

Procedimento

A anestesia pode ser local, local com sedação, bloqueios ou geral dependendo das áreas que serão tratadas e do quanto de gordura será necessário para o enxerto. Seu médico orientará a respeito.

O processo é semelhante ao da lipoescultura onde a gordura retirada será preparada para a injeção. As áreas já previamente marcadas são infiltradas com esta gordura e dependendo da região, um curativo ou modelador é colocado como sustentação e estabilização de toda região.

 

Pós-operatório

Após o enxerto de gordura haverá edema (inchaço), endurecimento, mudança de coloração, amortecimento e sensibilidade à palpação nas áreas tratadas. Estes sintomas tendem a regredir, dependendo da resposta pessoal ao procedimento, o que pode ocorrer em prazo variável de tempo, sendo, usualmente, de uma até cinco semanas e, excepcionalmente nos grandes enxertos, por mais de quinze semanas.

Com as modernas técnicas utilizadas, o percentual de “pega” da gordura (o que vai dar um resultado definitivo) aumentou consideravelmente, mas ainda não é possível definir o quanto do enxerto pegará. Este procedimento apresenta uma grande vantagem, que é a não-utilização de substâncias artificiais estranhas ao organismo cuja segurança e limites ainda não estão completamente estabelecidos. Uma vez integrados estes enxertos gordurosos no organismo, podem acompanhar as modificações do peso e percentual de gordura corporal.